Esse mês na História – Janeiro

01/01 – Criação do Instituto de Pesquisas e Desenvolvimento (IPD) – Em 1954, no campus do então Centro Técnico de Aeronáutica (CTA), em São José dos Campos, SP. O objetivo do IPD era a realização de pesquisas e desenvolvimento em aeronáutica, eletrônica, materiais, sistemas e equipamentos especiais para aviação. Foi no IPD que surgiu o projeto do avião Bandeirante que, em 1969, permitiu a criação da Embraer, do planador Urupema e do avião agrícola Ipanema.

07/01 – Santos Dumont recebe seu primeiro brevê de aviador – Em 1909, concedido pelo Aeroclube da França.

07/01 – Primeiro voo de uma aeronave na América do Sul – O primeiro voo de um avião no Brasil ocorreu em 07/01/1910.  De construção totalmente nacional, o monoplano “São Paulo” (inicialmente denominado “D.S.L.”, abreviatura do francês Dimitri Sensaud de Lavaud (1882-1947), industrial radicado em Osasco/SP, idealizador e projetista da aeronave) teve a colaboração do torneiro mecânico brasileiro Lourenço Pellegati. O “São Paulo” foi, portanto, o primeiro avião inteiramente projetado e construído no Brasil, e que realizou o primeiro voo na América do Sul.

Conheça um pouco dessa história

08/01 – Primeiro voo de uma mulher no Brasil – Em um avião biplano Farman, pilotado pelo italiano Germano Ruggerone, em São Paulo, voou em 08/01/1911, a primeira mulher no Brasil, a Srta. Renata Crespi.

11/01 – Nascimento de Augusto Severo de Albuquerque Maranhão – Um dos precursores da aviação, “pioneiro dos dirigíveis semi-rígidos”, Augusto Severo nasceu em 11 de janeiro de 1864. Interessado pelos problemas da navegação aérea, construiu, com o apoio do presidente Floriano Peixoto, o aeróstato Bartolomeu de Gusmão, que subiu aos ares na cidade do Rio de Janeiro em 14 de fevereiro de 1894. Transferiu-se então para Paris, onde construiu o balão dirigível Pax. No Pax, Severo supunha ter resolvido o problema da dirigibilidade, que empolgava os técnicos da época. No teste do veículo, porém, em 12 de maio de 1902, após 15 minutos de voo, o Pax explodiu a 400m de altura sobre a avenida do Maine, em Paris. Severo e seu mecânico, Georges Sachet, morreram no acidente.

16/01 – Base Aérea de Santa Cruz – Inaugurado em 26 de dezembro de 1936, o aeroporto Bartolomeu de Gusmão passou a denominar-se Base Aérea de Santa Cruz em 16 de janeiro de 1943.

20/01 – Aniversário de criação do Ministério da Aeronáutica – Há 80 anos (1941), o presidente Getúlio Vargas decidiu pela unificação das aviações naval e militar e da infraestrutura aeronáutica existente até então. O documento que criava a nova pasta também incorporou o Departamento de Aeronáutica Civil (DAC) e o Ministério da Viação e Obras Públicas. Estava estabelecido então, pelo Decreto-Lei 2.961, o Ministério da Aeronáutica e seu braço militar, as Forças Aéreas Nacionais, que passaram a se chamar Força Aérea Brasileira em maio daquele mesmo ano.

22/01 – Primeira turma de Pilotos Aviadores da Escola de Aviação Militar – Diplomada, em 1920, no Campo dos Afonsos.

23/01 – Primeiro Ministro da Aeronáutica – Logo após a criação do Ministério da Aeronáutica, em 20/01/1941, tomou posse o Dr. Joaquim Pedro Salgado Filho.  Seu desafio seria desenvolver a aviação civil, a infraestrutura, a indústria nacional do setor, as escolas de formação e o braço-armado da Aeronáutica, a Força Aérea Brasileira. Começava ali a edificação do poder aéreo brasileiro e todas as transformações que a aviação proporcionou à Nação.

29/01 – Criada a Escola de Aviação Militar – Destinada “a ministrar a instrução de piloto, de mecânico e de observador, para o Serviço Aeronáutico do Exército, aproveitando para o Curso de Aviação, os serviços da Missão Militar Francesa”, é criada, em 1919, através do Decreto nº 13.451, a Escola de Aviação Militar, que veio a ser inaugurada em julho do mesmo ano, no Campo dos Afonsos, no Rio de Janeiro.

A Escola deu origem à Academia da Força Aérea, localizada em Pirassununga, SP, que forma os oficiais Aviadores, Intendentes e de Infantaria para a Força Aérea Brasileira.

30/01 – Nascimento do Brig. Nero Moura – Patrono da Aviação de Caça, em 1910.